internação involuntária

Clinica de Internação involuntária

Somos uma Clinica de internação involuntária e hoje vamos informar sobre a nova lei da internação involuntária.

Recentemente o governo brasileiro aprovou uma nova lei que autoriza a internação involuntária de dependentes químicos. A internação involuntário é aquela internação que o dependente químico é internado sem o seu próprio consentimento.

Anteriormente a internação involuntária era apenas autorizada em casos de autorização judicial. Agora ela poderá ser feita com aval médico e solicitado pela família e responsável.

As novas medidas combatem o consumo de drogas, além de fortalecer as comunidades, instituições e clinicas de tratamento a dependência química.

A nova lei determina que:

  • A internação involuntária poderá ser feita apenas por clinicas, unidades de saúde e hospitais.
  • A determinação devera ser feito por um aval médico e terá um prazo máximo de 90 dias, Tem determinado para uma desintoxicação.
  • A internação poderá ser solicitado pelo responsável legal, família, assistência social, servidor da saúde e órgãos nacional de políticas pulicas sobre Drogas.

Internação Voluntária x Internação involuntária

A lei criada estabelece que a internação involuntária precisa de uma avaliação médica e também uma avaliação sobre o tipo de droga consumida pelo dependente. e será indicada alternativas terapêuticas.

Pela lei, a família ou o representante legal do dependente químico poderão pedir o cancelamento do tratamento a qualquer momento. A lei diz também que a internação involuntária e a internação voluntária poderá ser indicada quando os recursos extra-hospitalares se mostrarem insuficientes.

Clinica de internação involuntária

  1. Psiquiatra;
  2. Clínico Geral;
  3. Psicólogo;
  4. Equipe de Segurança;
  5. Terapeutas Especializados na área de Dependência química e alcoólica;
  6. Conselheiros;
  7. Nutricionista;
  8. Educador Físico;
  9. Cozinheiro;
  10. Professor de música;
  11. Equipe de Monitores;

Clinica de recuperação dependentes químicos com apoio telefônico 24 horas com familiares em contato direto com terapeuta, para orientações e esclarecimentos  além de informações em tempo real do andamento do tratamento de cada paciente.

Entre em contato para mais informações

Clinica de internação involuntária

 

Clínica de reabilitação involuntária

    Clínica de reabilitaçãoClínica de reabilitação involuntária

(mais…)

Clinica de internação involuntária

Somos uma clinica de internação involuntária e volutaria focados no tratamento de dependência química, alcoólica e outras comorbidades, proporcionando reabilitação completa e de qualidade ao paciente.

A dependência é uma doença de fundo emocional que gera inúmeros distúrbios ao portador, fazendo com que este faça uso de álcool/drogas de forma compulsiva.

É necessário então o afastamento do individuo da sociedade, a fim de que o mesmo seja orientado de forma adequada à respeito da sua doença e seja reabilitado ao convívio social.

Anjos de Um Asa: Seriedade, Compromisso e Responsabilidade!

Equipe Multiprofissional da clinica de internação involuntária:

  1. Psiquiatra;
  2. Clínico Geral;
  3. Psicólogo;
  4. Equipe de Segurança;
  5. Terapeutas Especializados na área de Dependência química e alcoólica;
  6. Conselheiros;
  7. Nutricionista;
  8. Educador Físico;
  9. Cozinheiro;
  10. Professor de música;
  11. Equipe de Monitores;

Clinica de internação involuntária com apoio telefônico 24 horas com familiares em contato direto com terapeuta, para orientações e esclarecimentos  além de informações em tempo real do andamento do tratamento de cada paciente.

 Internação involuntária

É a que ocorre sem o consentimento do paciente e a pedido de terceiros. Geralmente, são os familiares que solicitam a internação do paciente, mas é possível que o pedido venha de outras fontes. O pedido tem que ser feito por escrito e aceito pelo médico psiquiatra.
A lei determina que, nesses casos, os responsáveis técnicos do estabelecimento de saúde têm prazo de 72 horas para informar ao Ministério Público do estado sobre a internação e os motivos dela.

O objetivo é evitar a possibilidade de esse tipo de internação ser utilizado para a cárcere privado.

FAÇA SUA INTERNAÇÃO AGORA MESMO

clinica de internação involuntária

Com uma proposta inovadora, reunimos o que há de melhor em opções de tratamento e com um trabalho de analise focal direcionamos aqueles que chegam à nós a uma solução cabivel.

Trabalhamos com unidades de diferentes padrões, níveis sociais e tratamento terapêutico para disponibilizar ao dependente quimico uma variedade de opções que se adeque em suas disponibilidades.

Anjos de Uma Asa – Prêmio Quality Diamante 2017 – Excelência em Reabilitação

20953050_1918415175065332_925460585625458575_n

Internação Involuntária de Dependentes de Álcool e outras Drogas

§ Internação involuntária: de acordo com a lei (10.216/01), o familiar pode solicitar a internação involuntária.  O objetivo é proporcionar o tratamento no momento exato, antes que o dependente corra sérios riscos ou envolva terceiros em riscos. A Internação Involuntária é um ato de Amor, uma vez que por estar sob efeito de substâncias psicoativas, dificilmente o dependente conseguirá notar que precisa de ajuda.

Qual a Clínica Ideal?

Na busca por Reabilitação muitos familiares não sabem por onde iniciar!

Pois bem, confie seu ente querido à instituições com Real Experiência, histórico de Reabilitação de Sucesso, Publicidade, Reportagens e Credibilidade no Mercado.

Isto e muito mais é o que faz parte dos quinze anos de atuação do Grupo Anjos de Uma Asa !

Anjos de Uma Asa
Tem dúvidas se a pessoa faz ou não o uso de alguma substância?
Sugira a realização do teste, rápido e fácil!

A hora da Internação

Os pais, parentes e pessoas próximas ao dependente químico/alcoólico, muitas vezes perdidos em meio à sentimentos e opiniões distorcidas (caracterizada pela codependência), acabam por se anular da decisão sobre a internação do seu ente querido; Eis a grande armadilha da doença, envolver a ponto de esperarmos acontecer simplesmente um milagre e que a pessoa para de usar para que não seja necessário uma intervenção, esta situação é perigosa, pois o uso é progressivo e a piora devastadora, portanto tenha ciência, que sem exceção, a melhor hora para internar é agora, o quanto antes, ou, antes que seja tarde!

Por Camila Mello

Clínica de Reabilitação para Dependentes Químicos e Alcoólicos

!!!!Dica!!!!

Para maior satisfação com os resultados de uma reabilitação, é de extrema importância que os interessados verifiquem junto à instituição os Alvarás e Licenças de funcionamento do local, isto indica que trata-se de uma instituição séria e com profissionais qualificados;

Nós do Anjos de Uma Asa estamos prontos para atende-los e esclarecer suas dúvidas! Entre em contato com nossos especialistas, atendimento 24horas!

Tipos de Internação para Dependentes Químicos e Alcoólicos

Diretrizes:

Modalidades de Internação:

Lei 10.216/2001 define três modalidades de internação:

  1. internação voluntária: aquela que se dá com o consentimento do usuário;

 

  1. internação involuntária: aquela que se dá sem o consentimento do usuário e a pedido de terceiro;

 

  1. internação compulsória: aquela determinada pela Justiça.

A)Internação voluntária

O usuário solicita voluntariamente a própria internação, ou que a consente, deve assinar, no momento da admissão, uma declaração de que optou por esse regime de tratamento.

O término da internação se dá por solicitação escrita do paciente ou por determinação do médico responsável. Uma internação voluntária pode, contudo, se transformar em involuntária e o paciente, então, não poderá sair do estabelecimento sem a prévia autorização.

 B)Internação involuntária

É a que ocorre sem o consentimento do paciente e a pedido de terceiros. Geralmente, são os familiares que solicitam a internação do paciente, mas é possível que o pedido venha de outras fontes. O pedido tem que ser feito por escrito e aceito pelo médico psiquiatra.

A lei determina que, nesses casos, os responsáveis técnicos do estabelecimento de saúde têm prazo de 72 horas para informar ao Ministério Público do estado sobre a internação e os motivos dela.

O objetivo é evitar a possibilidade de esse tipo de internação ser utilizado para a cárcere privado.

C)Internação compulsória

Nesse caso não é necessária a autorização familiar. A internação compulsória é sempre determinada pelo juiz competente, depois de pedido formal, feito por um médico, atestando que a pessoa não tem domínio sobre a própria condição psicológica e física.

O juiz levará em conta o laudo médico especializado, as condições de segurança do estabelecimento,quanto à salvaguarda do paciente, dos demais internados e funcionários.